Teste de Log Off
Para saber se você, usuário de IP fixo, está liberado de autenticação

Primeiramente, verifique sua conexão.

Você pode usar o Assistente Speedy

http://200.205.125.211/speedy/sp/solucaoProblemas.asp

Se você tem um Speedy, mesmo sem provedor, você deve poder acessar o endereço abaixo:

http://200.171.222.97:86/speedywebapp/html/logoff.html

Se o link acima não funcionar, experimente
 
http://200.171.222.97:86/speedywebapp/servlet/logoff

ou

http://200.171.222.100:85/accountLogoff?confirmed=true 

ou

http://200.171.222.100/logoff.html

Esses links são da Telefonica, não se espantem se forem alterados, ou não funcionarem...

Deve aparecer uma tela em branco, blank.html , e uma janela dizendo que o Speedy está ativo.
 

Clique em Log Off , e NÃO preencha a janela com senha e loguin.

Tente acessar o site www.abusar.org

Se você tiver acesso, poderá cancelar o provedor !

Mas antes, por favor, envie um e-mail para abusar@abusar.org  
com o texto OK como assunto e conteúdo.

Se você NÃO estiver conseguindo acessar
coloque um usuário e senha válidos, para voltar a acessar.

Se seu IP é fixo ( Business, Megavia ) , 
e seu cadastro está em nome do titular da linha telefonica,

verifique ou ATUALIZE seus dados

imprima em 3 vias, assine e nos envie URGENTE  
(sedex 10)
uma petição a ser encaminhada ao Judiciário.

Provavelmento o modelo 4 é o mais adequado ao seu caso
veja os modelos em
http://www.abusar.org/modelos.html

Encaminharemos essa petição à Justiça, 
que providenciará o cumprimento da ordem judicial.

Enquanto ela não obedecer, está pagando multa diária de R$ 5.000,00 ,
valor esse que já solicitamos seja alterado para R$ 50.000,00 / dia ,
pois a ordem judicial foi desrespeitada, no seu caso.

Infelizmente essa multa só pode ser cobrada no fim do processo,
o que pode demorar muito tempo...

DEPOIS disso, e de ler os depoimentos dos associados abaixo, 
entre em contato com o Ombudsman


Veja o depoimento de dois associados:

Hello Belforts,

Falamos ontem 'a Tarde pelo Telefone 'a respeito da Telefônica e Tela de
autenticação, e, sobre a minha maratona para conseguir a lliberação da tela
de Login.

Após contato com a atendente, onde eu solicitava a exclusão de meu IP da
tela de autenticação via Browser, onde a atendente insistia em me dizer que
não iriam me liberar da autenticação, e que, a Telefônica havia entrado com
uma liminar e que eu infelizmente teria que contonuar autenticando via
Browser.
Indignado, recorri ao ombudman da Telefônica, e abri um processo interno,
informando o ocorrido, e que a atendente não atenderia mais meu pedido de
liberação da autenticação, e que segundo a liminar expedida pelo Juiz, eu
teria o direito de não mais ter que autenticar via browser.
Em 12 horas, recebi um retorno da Ouvidoria dizendo o seguinte:

" Senhor Miguel. Quanto 'a sua solicitação lhe informamos que realmente
existe a liminar e a Telefônica irá cumpri-la integralmente. Pedimos
desculpas ao senhor pelos transtornos, e que por problemas técnicos e outros
não foi liberado seu IP da autenticação. Já entramos em contato con a
Técnica da Telefônica e eles imediatamente liberaram seu IP da autenticação.
O senhor, por favor, faça seu Logoff, e não precisará mais autenticar."
Fiz meu logoff com a ombudsman(a) na linha e realmente não precisei mais
fazer login.
Ainda ela acrescentou:
"Senhor Miguel, informo-lhe ainda que a partir de agora, todos os atendentes
e Técnicos internos da telefônica, não mais passarão informaçôes errôneas.
Todos receberam ordens para IMEDIATAMENTE informar a verdade, sanar as
dúvidas, corrigirem os erros e atender 'aqueles que tem direitos segundo a
liminar.". A funcionária Sheila Lima 'a qual lhe atendeu, já foi informada
das medidas adotadas, e devidamente orientada a não dizer mais o que lhe foi
dito.
Eu agradeci e desliguei.

Somente para informar. 'As vezes alguns setores internos da Telefônica nem
sabem o que se passa na periferia...........Simplesmente por telefone,
resolvi meu problema.
Ms isto não quer dizer que não ficarei esperto !!!!
Ficarei sim !!!!

Abraços

Miguel Garcia


Olá Horacio,

Conforme contato telefônico mantido com vc no dia de ontem, como a Telefonica havia bloqueado o Speedy sem nenhuma explicação, fiquei de te mandar a procuração. No entanto, após encaminhar o e-mail abaixo ao Ombudsman da Telefonica, "misteriosamente" o Speedy voltou ao normal, razão porque deixo de encaminhar a procuração.

Nem é preciso dizer que a Telefonica não respondeu esse e-mail, não é?

"Sou assinante do serviço Speedy com IP fixo através do telefone (11) XXXX-XXXX . Também sou filiado da ABUSAR - Assoc. Bras. dos Usuários de Acesso Rápido, que obteve decisão judicial determinando o acesso à Internet através do Speedy sem autenticação. Desde o dia 25/03/2004, em função da citada liminar, estava acessando a Internet sem provedor (sem autenticação). No dia de ontem foi bloqueado o meu acesso por falta da autenticação. Entrei em contato por 7 vezes com o centro de suporte do Speedy (103) para restabelecer a conexão mas não fui atendido. Entrei em contato no dia de hoje com o Ombudsman (0800-101212) representada pela Sra. Graça que recusou novamente restabelecer a conexão alegando que a "achava" que a liminar havia caído. Ora, V.Sas. tem os meus dados e não poderiam deixar de cumprir uma decisão judicial na base do "eu acho". Para documentar a petição que estarei ingressando perante a 34ª Vara Cível do Foro Central de São Paulo, requerendo o cumprimento da medida judicial e demais providências cabíveis, solicito informar a razão do bloqueio efetuado na minha conexão Speedy."

Abraços.

Ricardo Yoshio Nakagawa


Ombudsman  

http://www.telefonica.net.br/sp/atelefonica/ombuds.htm 

telefone 0800-101212 de 2ª a 6ª feira das 9 às 17 horas

Serviço exclusivo para recebimento de críticas e sugestões referentes a prestação de serviços, desempenho e atuação da Empresa.

Atenção : Utilize este canal somente após ter recorrido às áreas convencionais de atendimento (0800-7715104 - Central de Atendimento a Clientes - que atende 24 horas por dia e 7 dias por semana, 0800-104104, Lojas de Atendimento etc.) e ainda não ter obtido retorno satisfatório.

Antes de contatar
Lembre-se que o Ombudsman deve ser contatado somente após você já ter procurado a Rede de Atendimento da Telecomunicações de São Paulo S.A. para informações e/ou queixas e mesmo assim continuar insatisfeito.

As solicitações de serviços e/ou reparo em linhas telefônicas devem ser processadas junto à Central de Relacionamento:

Se preferir, faça sua solicitação via internet, através da "Loja Virtual".

Como entrar em contato?
Entre em contato com o
Ombudsman da Telefonica 
se você tem alguma sugestão, crítica ou reclamação.

Se preferir, entre em contato pelo telefone 0800-101212 de 2ª a 6ª feira das 9 às 17 horas